Cardiologia>Pressao alta sem controle adequado

Digite sua dúvida:

 

Pressao alta sem controle adequado

Consultores

Consultor

 

> > Nome: claudia regina
> > Cidade: santo andré - são paulo - brasil
> > Pergunta: Tomei micardis 40-12,5 durante 14 meses, minha pulsação estava a
> > 40bpm, a presão arterial nem sempre ficava o desejavel,diminuiu muito a
> > vascularização,aumentam as varizes e vasos.Meu redimento como atleta de
> > natação piorou muito.Troquei de medicação e senti grande melhora, porém a
> > vascularização continua péssima.O que vcs sugerem?Porque minha pulsação
> > baixou tanto assim?Gostaria de obter resposta, pois me sinto muito mal com
> > este medicamento.
> > Data: 01/07/09
> > Ip: 187.3.91.41
> > Hora: 21:56


Consultores

Consultor

 

 > Prezada Claudia,
>
> Nos explique com mais detalhes do seu quadro clinico como quando inciou o
> tratamento, o que quer dizer em relação a circulação, em qual lugar do corpo
> e etc ..
>
> Estamos no aguardo,
>
> Atenciosamente,
>
> Equipe International Vitamins


Consultores

Consultor

 

Boa noite,
Comecei o tratamento aproximadamente há 21 meses.  Na época meu cardiologista era  Dr. Rogério  - de santo andré - são paulo.
 
Na época eu estava sob muito stress e minha presão arterial chegou no teste ergométrico há 23 X 11 - e em atividades cotidianas a 16 X 10. Treinei natação durante 34 anos, parei  4 anos, retornei em janeiro deste ano.
 
Antes deste periodo de stress sempre mantive minha pressão a 12 X 8 -  basal em repouso total a 56 batimento por minuto( eu media antes de levantar da cama pela manhã ) meus treinos eram fortes - média de 4 km por dia.
 
Em 2005 parei de treinar, aumentei 10 quilos, a pressão tb aumentou ,junto com o stress.
 
Há 10 meses aproximadamente - fiz um exame de sintolografia ( creio que seja este o nome) pois sentia dores no peito, e já sintia dores nas pernas, aumento dos vasos e varizes, muita câimbra ( circulação vascular muito lenta ) a pressão normalizou com o "micardis 40/12,5" porém os batimentos cardiacos eram em média de 40 a 45 batimentos por minutos, qdo voltei a nadar em janeiro deste ano, não havia progresso em meus redimentos, além de muita cãimbra. Uso diariamente meias elástica de média compresão devido a muita dor nas pernas. 
 

Tive uma certa intuição a não fazer uso, devido aos efeitos colaterais- ( muita cãimbra nos pés e pernas, panturrilha, basal baixo , lentidão, piorou a visão miopia,edemas nas pernas- do joelho pra baixo, qdo me refiro a circulação é adormecimento das extremidades do corpo, pernas e braços e um leve formigamento,leve adormecimento nos lábios, dá a impressão que a circulação vai parar! )
Há 32 dias mudei de medicação - passei a usar o "atacand" ou "acaland" 8mg( não estou com a embalagem em mãos ) - os sintomas amenizaram muito, não tive mais cãimbras nem adormecimento nas extremidades do corpo, meu rendimento melhorou muito no esporte.

Porém a parte vascular continua ruim. Já agendei exames de teste ergométrico, tenho acompanhado a aferição da presão arterial, raio X do torax, eco cardiograma. após estes exames, se achrem viável retornarei o e-mail ok.
 

Meu principal objetivo em relatar o que aconteceu comigo com o " Micardis" é que possa melhorar a formula e evitar que repita isto com outras pessoas. Na minha opinião nem todos os pacientes tem afinidade com a informática, dificultando assim o repasse do seu quadro de sintomas. Inclusive relatei o ocorrido com o dr. Rogério e ele não mudou o medicamento e só disse para eu mudar meu hábito alimentar ( tenho 1,70 de altura e 75 quilos). Relatei tb com um médico do laboratório fleury o qual dá aulas de cardiologia e já tem até livros publicados, o qual promoteu fazer uma pesquisa referente ao    medicamento x sinotomas porém não me retornou há 10 meses.
 
Se eu puder colaborar em algo, estou a disposição -
abraço,
claudia


Dorothy Dreux - USA

Consultor

 

Claudia,

 
Agradeçamos suas perguntas.

 
Quando nos vimos uma serie de sintomas assim, a primeira coisa que surge para nos, e que a raiz e um desequilibrio hormonal. Sabemos que falta de equilibrio ocorre em quase todas as pessoas que nascerem em 1941, para diante, em países industrializados. Achamos que a razão, e o uso excessivo de antibióticos. 

 
Antes de 1941, as crianças que nascerem com a falta, morreram de alguma doença banal, antes de puder crescer e ter filhos. Em 1941, penicilina foi lançada no mercado, e os médicos finalmente tiveram, uma arma para salvar a vida, desses bebes. Consequentemente, crianças nascendo em cada geração nascem mais desequilibradas. São mais asmáticos, tem mais alergias, são as crianças que ficam doentes. Estamos agora com 3, ou 4 gerações que estao vivendo, por causa dos antibióticos. 

 
Sugerimos que procure fazer um exame de sangue, para descoubrir os niveisl verdadeiros, de seus hormonios, e procurar um medico local, que intende tratar de  ortomolecular, holisticamente, e sabe levantar os níveis com tratamentos de hormonios. 

 
Sugerimos também, que talvez, esta treinando com demasiada força. Aconselhamos de fazer uma hora de manha, e mais uma hora, logo antes de dormir, andando numa esteira eléctrica. para poder controlar  a adrenalina, que esta acumulando durante o dia.. Adrenalina, que nos usamos, hoje em dia, para qualquer ato que precisa de energia, e sempre a causa de estresse. Estresse por sua vez, causa dor. A pessoa entra num ciclo de estresse-dor-estresse-dor. E muito difícil sair do ciclo sem uma ajuda medica.. 

Dorothy Dreux - Texas USA

www.drroby.com


Dr. Marcello Bossois de Melo Ferreira MD - BRASIL

Consultor

 

Prezada Claudia,

Reforçando o que foi dito pela Dorothy, os desequilibrios hormonais, muitas das vezes faz com que tenhamos sintomas que, a primeira vista, não se relacionam com os sintomas apresentados no momento.

Por exemplo, pacientes que têm hipertireoidismo, constumam ter aumento da pressão arterial. Pacientes, em estados avançados de alergia, o organismo está sempre secretando adrenalina para contrabalançar o excesso de histamina ou outras substâncias alérgicas causadoras de alergia. A adrenalina em excesso, a longo prazo, costumam aumentar a pressão arterial Além disso, o paciente alérgico, costuma dormir mal a noite e assim, não repousa. Mais do que sabemos, dormir mal a noite pode provocar doenças cardiovasculares.

Veja outro exemplo interessante de desequilibrio hormonal. Sua avó ou avô, provavelmente sempre previam que fosse chover 2 dias antes do ocorrido, mesmo com temperatura ambiente normal. Como isso pode acontecer ?  Quando há modificações nas diferenças de pressão atmosférica, costuma existir uma esporulação (multiplicação) de fungos. Esses, por sua vez, entram em contato com paciente alérgico e estimulam a liberação de substâncias alérgicas como a histamina. Essas substâncias, por sua vez, estimulam a glândula supra renal a liberar adrenalina que  atua no centro da dor do cérebro, diminuindo o limiar de dor e fazendo com que sintam dor nos membros parcialmente acometidos por doenças degenerativas como artroses.

E existem inúmeros fatores de desequilibrios hormonais que podem causar sintomas que não correlacionamos com a doença em atividade.

Um abraço,

Dr Marcello Bossois
CRM 5273214-1

 


 


 
 
Home | Produtos | A empresa | Dúvidas | Mapa do site | Contato
© 2008, C.A.L.M. INTERNATIONAL - Todos os direitos reservados
Conheça nossos outros sites!!!
Remédios | Suplementos e Vitaminas | Vitamed | Para alérgicos

Alergia | Cancer | Cardiologia | Clinica Medica | Dermatologia | Doenca Infecto Contagiosas | Endocrinologia | Gastroenterologia | Ginecologia e Obstetricia |
Neurologia | Nutrologia e Medicina Ortomolecular | Oftalmologia | Oncologia | Ortopedia | otorrinolaringologia | Pediatria | Perguntas Frequentes | Pneumologia |
Reumatologia | Seguranca na Internet | Sociobiologia | Urologia |