Endocrinologia>Aumento de prolactina

Digite sua dúvida:

 

Aumento de prolactina

Consultores

Consultor

 

Asunto: PERGUNTE ASSUNTOS RELACIONADOS A SAÚDE COM NOSSOS CONSULTORES CIENTÍFICO

Nome: Lucinda
Cidade: Ap. de Goiânia - Goias - Brasil
Pergunta: Minha filha fez uma cirurgia para retirada de um adenoma na hipófese. Ela tem hiperprolactinemia e sua taxa de prolactina era muito alta - acima de 300. Tomou dostinex por algum tempo, mas desitiu por causa da intolerância. Sua tx de prolactina continua alta -acima de 100. Gostaria de saber se existe risco do adenoma voltar e quais as consequências pelo fato de não estar tomando nenhum medicamento para baixar a prolactina
Data: 03/01/09
 


Dr. Marcello Bossois de Melo Ferreira MD - BRASIL

Consultor

 

Prezada Lucinda,

Vamos falar um pouco sobre aumento da prolactina.
O aumento dos níveis de prolactina ocorrem quando há aumento de secreção deste hormônios em estruturas chamadas lactotrófos, situados na região anterior da hipófise, glândula cerebral responsável pela secreção de inúmeros hormônios, dentre eles. a prolactina.
O aumento dos níveis de prolactina costumam causar vários sintomas clínicos, dentre eles, distúrbios menstruais, infertilidade e galactorréia (saída de leite pelos bico) na mulher, e por perda de libido e potência no homem.
Como acontece o aumento dos níveis de prolactina:
 
Causas de Aumento de Prolactina:
1 - Fisiológicas - O próprio organismo, por necessidade, aumenta a liberção de prolactina como durante o sono, no stress físico e psicológico, durante a gravidez, durante a amamentação e no orgasmo sexual;
2 - Farmacológica - Estimulada pelo uso de medicamentos - Qualquer droga que modifique a liberação da dopamina, como explicado anteriormente, pode induzir a alterações na liberação de prolactina. Como exemplo a seguir:
      -  Antipsicóticos : Clorpromazina, Perfenazina e Haloperidol;
      - Antieméticos ou reguladores da motilidade gástrica : metoclopramida e domperidona;
      -  Antihipertensivos: Alfa Metil Dopa;
      -  Antagonistas H2 - cimetidina e ranitidina - Usados para o controle da secreção de ácido clorídrico no estômago;
      - Opióides - São estimuladores da secreção de dopamina;
     -  Antidepressivos : Imipramina e Fluoxetina;
     -   Estrógenos - Hormônios Sexuais como o informado.
3 - Patológica - Quando envolve alterações no bom funcionamento do organismo.
- Lesões do Hipotálamo ou da Haste Hipofisária - A dopamina, como explicado anteriormente, tem a capacidade de inibição da secreção de dopamina. Quando há um comprometimento da ligação dela com a hipófise, ou seja, a haste hipofisária, não há inibição da secreção de prolactina pela dopamina e assim, hipófise secreta em demasia prolactina;
-  Tumores secretores de Prolactina - Tumores do tipo Prolactinomas, são produtores de Prolactina;
- Demais lesões da hipófise – Massas tumorais que não estejam relacionadas com tumores secretores de prolactina, também podem induzir o aumento da proactina, pois eles comprimem a haste hipofisária e portanto, diminuem a comunicação inibitória da  dopamina ( conforme explicado anteriormente) e a hipófise.
 
- Demais Causas - Hipotiroidismo, síndrome dos ovários policísticos, estimulação periférica neurogênica, falência renal ou cirrose hepática.
 
O que o paciente pode sentir com o aumento de Prolactina:
 
- Mulheres – Diminuição ou cessação  do fluxo menstrual, secreção de leite (galactorréia) e infertilidade, abortos espontâneos recorrentes,
ressecamento vaginal, dor ao ato sexual, redução da libido, enfraquecimento dos ossos com  osteopenia e risco aumentado de osteoporose, seborréia e hirsutismo ( pelos pelo rosto) moderado.
 
- Homens – A manifestação mais freqüente é a diminuição da libido e da potência sexual porém pode ocorrer diminuição na produção de espermatozóides, aumento das mamas, e diminuição na produção de sêmen.
 
- Em ambos os sexos - ganho de peso, ansiedade,
depressão, fadiga, instabilidade emocional, e irritabilidade
 
Tratamento do aumento de prolactina:
 
- Com medicamentos para com substâncias que aumentem os níveis de dopamaina – Lembre-se que a dopamina regula a concentração de prolactina;
 
- Cirurgia para retirada da hipófise;
 
- Radioterapia
 
Portanto, o caso de sua filha pode ser um pouco mais complexo e não poderíamos dar mais informações, visto a falta de dados informados.
 
Esperamos o seu retorno com mais detalhes.
 
Um abraço,
 
Dr Marcello Bossois
CRM 5273214-1
 
 

 


 
 
Home | Produtos | A empresa | Dúvidas | Mapa do site | Contato
© 2008, C.A.L.M. INTERNATIONAL - Todos os direitos reservados
Conheça nossos outros sites!!!
Remédios | Suplementos e Vitaminas | Vitamed | Para alérgicos

Alergia | Cancer | Cardiologia | Clinica Medica | Dermatologia | Doenca Infecto Contagiosas | Endocrinologia | Gastroenterologia | Ginecologia e Obstetricia |
Neurologia | Nutrologia e Medicina Ortomolecular | Oftalmologia | Oncologia | Ortopedia | otorrinolaringologia | Pediatria | Perguntas Frequentes | Pneumologia |
Reumatologia | Seguranca na Internet | Sociobiologia | Urologia |