Home

Remédios Suplementos e Vitaminas Vitamed  Vacinas  Para Alérgicos


Faça sua busca aqui !
Clinaire






ABCdoPRECO

PRODUTOS

Bula do Noripurum xarope frasco com 100 Ml


Dica de compra
NORIPURUM Xarope - Comprimidos Mastigáveis
A+ A- Alterar tamanho da letra
- Apresentações:
Frasco com 100 ml do Xarope e embalagem com 20 Comprimidos Mastigáveis

Uso Adulto ou Pediátrico

- Composições:

Cada 10 ml (2 copos-medida) do Xarope contém:
Complexo de Hidróxido de Ferro III Polimaltosado 330 mg*
Veículo q.s.p. 10 ml
* equivalente a 100 mg de ferro (III)

Cada Comprimido Mastigável contém:
Complexo de Hidróxido de Ferro III Polimaltosado 330 mg*
Excipiente q.s.p. 1 comprimido
* equivalente a 100 mg de ferro (III)


- Informação ao Paciente

Conserve o produto na embalagem original e ao abrigo do calor.
Prazo de Validade: 24 meses a partir da data da fabricação (vide cartucho).
Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Ação esperada do medicamento: Noripurum age como antianêmico em caso de anemia por deficiência de ferro, reabastecendo o organismo com este elemento, indispensável para a formação da hemoglobina .
Informe seu médico a ocorrência de gravidez ou lactação na vigência do tratamento.
Cuidados de administração: Aos pacientes portadores de próteses dentárias, particularmente à base de "Luva Light" recomenda-se lavar a boca e escovar as próteses imediatamente após uso do preparado, a fim de evitar escurecimento das mesmas.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Informe seu médico caso apareçam reações desagradáveis como: sensações de plenitude no estômago e nos intestinos, dores abdominais, náusea, prisão de ventre ou diarréia . Em caso de manifestação de reações alérgicas como sensação de calor, vermelhidão, aceleração dos batimentos cardíacos e erupção da pele, a medicação deve ser suspensa e o médico informado imediatamente.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Desaconselha-se o uso de bebidas alcoólicas durante o tratamento visto que pode aumentar o risco de efeitos indesejáveis.
O produto não deve ser usado por pacientes alérgicos a medicamentos à base de ferro, com doenças hepáticas agudas, com doenças gastrintestinais ou com anemias não causadas por deficiência de ferro.
Informe seu médico caso tenha se submetido a transfusões sangüíneas repetidas na vigência do uso do produto.
Como outros compostos de ferro, Noripurum provoca coloração escura das fezes, fato este sem qualquer significância clínica.
Diabéticos: cada 10 ml do xarope contém 6 g de açúcar, sendo desaconselhado o uso desta forma por pacientes diabéticos.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

- Informação Técnica

Noripurum age como antianêmico especificamente indicado para o tratamento das anemias nutricionais e microcíticas causadas por deficiência de ferro. O ferro de Noripurum apresenta-se sob a forma de um complexo macromolecular, não iônico, o que confere ao preparado características vantajosas: boa absorção e utilização pelo organismo, baixa toxicidade e boa tolerabilidade, não interação com certos medicamentos (p.ex. tetraciclinas, glicosídeos cardíacos, anticoncepcionais), não diminuição do seu volume utilizável, nem por eliminação renal, nem por depósito no tecido adiposo.

- Indicações:

No tratamento das síndromes ferropênicas latentes e moderadas.
Anemais ferroprivas devidas a subnutrição e/ou carências alimentares qualitativas e quantitativas.
Anemias das síndromes disabsortivas intestinais.
Anemia ferropriva da gravidez e da lactação; anemia por hemorragias agudas ou crônicas e em condições onde seja conveniente suplementação dos fatores hematogênicos.

- Contra-Indicações:

Hipersensibilidade aos sais de ferro.
Hemocromatose, anemia hemolítica, anemia perniciosa, anemia falciforme, anemias sidero-acrésticas: talassemia, anemia do chumbo.
Processos que impedem a absorção de ferro pela via oral, como diarréias crônicas, retocolite ulcerativa.
Anemias devidas a infecções e tumores, sem deficiência de ferro.
Anemias associadas a leucemias agudas ou crônicas, hepatopatia aguda.

- Precauções:

Como todos preparados férricos, Noripurum deve ser administrado com cautela na presença de alcoolismo, hepatite , infecções agudas e estados inflamatórios do trato gastrintestinal (enterites, colite ulcerativa), pancreatite e úlcera péptica.
A administração do produto em pacientes submetidos a transfusões repetidas de sangue deve ser realizada sob rigoroso controle médico e observação do quadro sangüíneo, visto que a concomitância da aplicação de sangue com alto nível de ferro eritrocitário e sais de ferro por via oral pode resultar em sobrecarga férrica.

- Interações Medicamentosas:

Graças à alta estabilidade do seu complexo, o Noripurum - diferentemente dos sais ferrosos - não sofre diminuição da sua absorção por interação com certos medicamentos (p.ex. tetraciclinas, hormônios esteróides, anticoncepcionais, glicosídeos cardíacos), porventura empregados concomitantemente.
A ingestão excessiva de álcool, causando incremento do depósito hepático de ferro, aumenta a probabilidade de efeitos colaterais e até tóxicos do ferro, quando em uso prolongado.

- Reações Adversas:

O preparado, sendo de excelente tolerância, apenas excepcionalmente provoca fenômenos gastrintestinais (sensação de plenitude, dores epigástricas, náuseas , constipação ou diarréia ), freqüentemente observados com o uso dos sais ferrosos.
A manifestação de reações de hipersensibilidade (sensação de calor, rubor, taquicardia , erupções cutâneas) é extremamente rara, ocorrendo quase que exclusivamente em indivíduos reconhecidamente alérgicos aos sais de ferro.
A coloração escura das fezes, quando de seu uso, não é característica específica do Noripurum, mas de todos compostos de ferro, não tendo absolutamente significância clínica.

- Advertências:

Xarope: Visto que cada 10 ml de Noripurum xarope contém 6 g de hidrato de carbono, desaconselha-se seu uso em pacientes diabéticos. Nos casos em que estes pacientes - por quaisquer razões - não possam usar as formas de "Comprimidos Mastigáveis" ou "Gotas", isentos de carboidratos, recomenda-se estrita vigilância dos níveis glicêmicos e respectiva adaptação da posologia da medicação anti-diabética e da dieta.

- Posologia:

Para o uso pediátrico, a dose diária de ferro a ser aplicada, calcula-se conforme a gravidade do caso e, salvo critério médico diferente, na base de 2,5 a 5,0 mg por kg de peso. Esta dose pode ser administrada, conforme o volume total resultante, em uma ou mais tomadas. Para fins de cálculo lembra-se que o teor férrico de Noripurum Comprimidos Mastigáveis e Noripurum Xarope é o seguinte:
1 comprimido = 100 mg
10 ml do xarope = 100 mg

Como posologia média sugere-se:
Prematuros, lactentes e crianças até 4 anos:
Xarope: a dose diária total recomendada é, conforme peso corporal e critério médico, de 1/2 copo-medida (2,5 ml) a 1 copo-medida (5 ml).
Crianças de 4 a 12 anos: conforme peso corporal e a critério médico, doses diárias totais de 1,5 a 2 medidas (7,5 a 10 ml) do xarope ou 1 comprimido mastigável, em 1 ou 2 tomadas.
Adultos e adolescentes:
No tratamento de ferropenias leves e moderadas, 2 medidas (= 10 ml) do xarope ou 1 comprimido mastigável ao dia.
No tratamento da anemia ferropriva manifesta, doses diárias de 2 a 4 copos-medida (= 10 a 20 ml) do xarope ou 1 a 2 comprimidos, em uma ou mais tomadas, geralmente atendem às necessidades terapêuticas.
Em casos mais graves, as doses diárias podem ser aumentadas até 6 copos-medida (= 30 ml) do xarope ou 3 comprimidos mastigáveis, conforme critério médico, ou se necessário o uso de Noripurum parenteral (IM ou EV) como tratamento inicial.
Recomenda-se administrar o preparado pouco antes ou durante as refeições.
A fim de garantir um tratamento eficiente, com adequada reposição do estoque orgânico de Ferro, recomenda-se continuar com a administração de Noripurum durante mais 2 a 3 meses após o desaparecimento dos sintomas clínicos e a normalização da taxa hemoglobínica.

Observação:
No tratamento de ferropenias em prematuros e pacientes idosos recomenda-se o uso de Noripurum Gotas, forma que, além da sua excelente tolerabilidade, oferece a vantagem de permitir uma dosagem exata e facilmente fracionável.

- Conduta na Superdosagem:

Quando da ingestão acidental ou proposital de doses muito acima das preconizadas, sintomas como náuseas , sensação de plenitude gástrica podem ocorrer. Deve-se proceder ao esvaziamento gástrico e empregar medidas usuais de apoio.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.